Postado em: 19/11/2020

Prefeito eleito Robson Magela fala sobre os projetos para a cidade

Em entrevista exclusiva ao Jornal Correio de Araxá, o radialista contou quais serão suas prioridades e finalizou deixando uma mensagem aos adversários.

Foto/Arquivo Pessoal

A redação do Jornal Correio de Araxá  conversou com o futuro prefeito de Araxá, Robson Magela (Cidadania), que foi eleito com 52,79% dos votos. Na ocasião, ele falou dos projetos e das primeiras ações enquanto chefe do executivo. A entrevista na íntegra foi transcrita no formato ping pong. Confira:
 

Jornal Correio: Qual a primeira medida que o senhor irá tomar quando assumir a prefeitura?
Robson Magela:
De imediato eu quero conhecer de perto, e pessoalmente, toda a estrutura da Prefeitura. Vou conversar com os servidores e me colocar à disposição deles, serei o prefeito de toda a cidade, e o funcionalismo público municipal faz parte dela e é quem está na linha de frente. Ninguém melhor do que eles para contribuir na melhoria dos serviços públicos oferecidos aos cidadãos. Entre as primeiras ações, dentro do que eu coloquei no meu Plano de Governo, está a busca dos trâmites legais para a parceria público-privada que vai viabilizar a abertura da UTI Neonatal e Pediátrica em Araxá, o mais rápido possível, para acabarmos com o sofrimento das famílias de bebês que nascem prematuramente”.

 

Jornal Correio: Alguma área terá atenção especial?
Robson Magela: O que me preocupa de imediato é a questão social. Não tem como eu não me preocupar e esperar para resolver. Eu sei que temos pessoas abaixo da linha da pobreza e que precisam muito dessa assistência imediata. Há um programa muito sério, em que vamos garantir que essas pessoas não vivam de assistencialismo. A proposta é uma porta de entrada para essa ajuda, mas também,  a porta de saída, para que não vivam de cesta básica para sempre. Queremos qualificar a mão de obra e dar oportunidade para as pessoas trabalharem, seja de carteira assinada ou autônoma. Sabemos que a Prefeitura tem profissionais técnicos que podem fazer essa triagem, mas também, temos pessoas capacitadas ao nosso lado, que vão contribuir. As famílias que residem às margens dos córregos, e que foram atingidas pelas chuvas desta semana, terão nossa atenção de imediato, bem como aquelas que trabalham com a reciclagem e foram prejudicadas com o fechamento dos galpões”.

 
Jornal Correio:  Seu governo já está estruturado? Poderia adiantar algum secretariado?
Robson Magela: Desde a campanha até agora, o único secretário confirmado é o vice-prefeito Mauro Chaves, que vai assumir a Secretaria de Governo. A proposta é adotar critérios técnicos para definir o titular de cada pasta. Vamos montar também o Conselho Consultivo, que terá pessoas com bom trânsito em toda a comunidade e que, assim como nós, querem ver Araxá crescer. Essas pessoas não serão remuneradas e participarão de reuniões periódicas, onde poderão contribuir, cada uma com o seu conhecimento, para melhorar as diversas áreas da cidade”.


Jornal Correio:  Como pretende controlar a crise na saúde e na economia no pós-pandemia?
Robson Magela: Vamos reformular o Comitê de Enfrentamento ao Covid-19 e ampliar a participação dos profissionais de saúde. Juntos, vamos analisar as medidas que já foram adotadas até o momento nesta pandemia e aperfeiçoá-las. A proposta é resolver todas as situações através do diálogo. Não vamos fechar estabelecimentos comerciais por decreto municipal. Não queremos pegar o empresário de surpresa, tudo será antecipadamente decidido por todas as partes, em busca do bem comum. Quanto à retomada da economia, sabemos que há a intenção de empresas se instalarem no Distrito Industrial e a negociação está parada. Vamos retomar o mais breve possível, com a geração imediata de muitos empregos diretos e indiretos. A pandemia causou impactos e nós precisamos propor estratégias que tragam resultados a  curto prazo, mas tudo isso será bem pensado assim que eu assumir a Prefeitura de Araxá”.


Jornal Correio: Qual mensagem você deixa aos araxaenses e aos seus adversários?
Robson Magela: “Aos araxaenses eu quero me comprometer a fazer um Governo de Oportunidades. Esse foi meu lema de campanha e sei que muita gente votou em mim e no Mauro acreditando que faremos isso por Araxá. Oportunidade para quem quer empreender, para quem quer se profissionalizar, para quem acredita no potencial econômico  e  social da nossa cidade. Quanto aos meus oponentes na eleição municipal, eu reafirmo que fomos adversários políticos na campanha. Agora a campanha acabou e o palanque foi desmontado. Eu quero iniciar uma nova era que vai acabar com essa vaidade política que só prejudica o cidadão. Eu falei durante a minha campanha que agora teremos a união política e dei o primeiro passo, quando no dia seguinte da minha eleição eu e o Mauro estivemos com o governador Romeu Zema, ao lado do deputado Bosco e, logo em seguida,  com os vereadores eleitos para a próxima legislatura. É assim que vamos conduzir Araxá nos próximos anos, com diálogo, união e sem vaidades”, finalizou.  

Mais lidas