Postado em: 13/08/2020

Polícia Civil pede afastamento de servidores envolvidos na Operação

Os envolvidos também estão proibidos de aproximar de órgãos públicos municipais e de ter contato com servidores municipais para não interferirem no andamento das investigações.

Foto Redação/Arquivo Jornal - **Material apreendido na última terça-feira (11).

O Delegado Dr. Renato de Alcino Vieira, informou para nossa redação nesta quinta-feira (13), que com o desdobramento da operação "Malebolge", deflagrada pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), na última terça-feira (11) em Araxá, a Polícia Civil pediu o afastamento de três servidores públicos do município. Entre eles, está um secretário em exercício.

“Além do afastamento da função pública, foi feito o pedido de outras duas medidas: a proibição de aproximar de órgão públicos municipais e de ter contato com servidores públicos. A PCMG informa, ainda, que houve manifestação positiva do Ministério Público e o pedido foi encaminhado à Justiça Eleitoral”, informou uma nota envidada pelo Delegado.

Ainda segundo ele, outras informações serão repassadas em momento oportuno. Dr. Renato também informou para a nossa redação que pediu a prorrogação das prisões temporárias dos envolvidos. 

Mais lidas