Postado em: 21/09/2020

Polícia Civil apura crime de fraude processual e homicídio culposo, qualificado pela embriaguez ao volante, ocorrido em uma rodovia próxima a Ibiá

Segundo a investigação o homem teria modificado a cena do acidente para se esquivar de sua responsabilidade.

Foto/Polícia Civil


A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) por meio da Delegacia de Ibiá, a qual integra a 2ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Araxá, chefiada pelo Delegado Regional - Dr. Vítor Hugo Heisler,  com o apoio da Perícia Técnica da PCMG, realizou diligências para apurar um homicídio culposo, qualificado pela embriaguez do condutor de um automóvel que causou a morte de uma vítima de 20 anos de idade. 

Durante as investigações, a PCMG apurou, principalmente com o auxílio da Perícia Técnica, que o autor, também de 20 anos de idade, logo após o acidente, alterou o local do crime para simular que era a vítima que estava dirigindo o veículo e que ele estaria no banco do passageiro. Porém, as investigações comprovaram que ele alterou a cena do crime para se esquivar de sua responsabilidade e evitar sua prisão.

Ao ser interrogado e, diante das evidências, o autor acabou confessando o crime. Porém, por não ter sido preso em flagrante, o autor deverá responder ao processo criminal em liberdade e, se for condenado, pode pegar uma pena de 5 anos e 3 meses até 10 anos de prisão, além da suspensão ou perda do direito de dirigir.

Mais lidas