Postado em: 16/10/2020

Operação “Voto de Cabresto” é desencadeada em Perdizes

Ação acontece neste momento e visa combater grupos criminosos responsáveis por supostos crimes eleitorais.

Foto ilustrativa - Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), juntamente com o Departamento Estadual de Operações Especiais da Polícia Civil mineira (DEOEsp PCMG) e o Ministério Público Eleitoral de Minas Gerais, deflagrou na manhã desta sexta-feira (16), uma operação na cidade de Perdizes para combater grupos criminosos responsáveis por supostos  crimes eleitorais.

A ação denominada “Operação Voto de Cabresto”, ainda está em andamento e apreendeu documentos e computadores em diversos órgãos públicos daquela cidade, que serão usados na investigação.

Segundo as informações preliminares, o grupo coagia e induzia servidores a votarem na candidatura do atual vice-prefeito da cidade de Perdizes. Os policiais também identificaram que o político em questão, possivelmente, também fornecia materiais de construção para eleitores em troca de voto, o que ainda será apurado.

Uma coletiva de imprensa será concedida hoje à tarde pela Polícia Civil de Araxá, a qual é responsável pela Delegacia de Perdizes.

 

 

 

 

 

Mais lidas