Sexta-Feira, 24 de Novembro de 2017
 
 
Jonathan é indiciado pelo assassinato de Kelly Cristina Cadamuro
13-11-2017

A Polícia Civil de Minas Gerais concluiu, na última sexta-feira (10), o inquérito que apurou as circunstâncias de morte da jovem Kelly Cristina Cadamuro, de 22 anos, em Frutal, no Triângulo Mineiro. O investigado Jonathan Pereira do Prado, de 33 anos, foi indiciado pelos crimes de latrocínio, ocultação de cadáver e estupro. Já o suspeito Daniel Theodoro da Silva, de 24 anos, foi indiciado por receptação.

           De acordo com o que contou o namorado de Kelly à Polícia, a jovem, que morava em Guapiaçu, em São Paulo, fazia parte de um grupo de caronas em um aplicativo para smartphones e teria combinado uma viagem com um casal entre São José do Rio Preto, em São Paulo, e Itapagipe, no Triângulo Mineiro. Durante o trajeto da viagem, o namorado de Kelly perdeu o contato com ela. No dia seguinte, o corpo da jovem foi encontrado seminu, às margens do rio Marimbondo, em Frutal. O carro da vítima foi localizado no mesmo dia, sem as rodas. De acordo com o laudo de necropsia, a causa da morte de Kelly foi asfixia por constrição cervical (estrangulamento). Ela completaria 23 anos no próximo dia 7 de dezembro.

 Outras informações serão fornecidas à imprensa nesta tarde (13), pelos delegados Cézar Colombari e Bruno Giovannini.

Delegacia Regional de Polícia Civil em Frutal 

Data: 13 de novembro (segunda-feira)

Horário: 15h

 

Jornal Correio de Araxá - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Juliano Martins