Sexta-Feira, 19 de Janeiro de 2018
 
 
Pacientes saem da fila do SUS e recuperam a visão em Araxá
08-12-2017 | Créditos: Susana Cardoso

A Clínica de Olhos de Araxá está realizando cirurgias de retina, chamadas vitrectomias posteriores, em pacientes que estavam na fila de espera do SUS há mais de dois anos, permitindo que essas pessoas voltem a enxergar com nitidez, sem nenhum custo para o paciente.

O diretor da clínica, dr. Walter de Carvalho Júnior, explica que havia um decreto antigo da administração municipal, do tempo do ex-prefeito Antônio Leonardo Lemos Oliveira, autorizando essas cirurgias, mas somente agora foi realizada a licitação para o serviço, tendo em vista a grande incidência de ações na justiça requerendo que a Prefeitura arque com os custos desta operação para atender pacientes de baixa renda, que não conseguem pagar o alto custo da cirurgia particular, em torno de R$ 15 mil.

A parceria teve início em agosto deste ano, através de uma licitação pública que autorizou a liberação de 36 cirurgias a serem realizadas no período de um ano. Os procedimentos já começaram a ser feitos, atendendo a uma fila de paciente que não dispõem de condição financeira e ficavam na dependência do SUS, aguardando muito tempo para serem atendidos.

“Els tinham que ir para Uberaba e nem no Hospital Escola de lá está fazendo essa cirurgia, por falta de material, então os pacientes ficavam sem solução para os seus problemas de visão, que iam só agravando, chegando até a cegueira, em alguns casos. É uma cirurgia cara e o paciente às vezes não tem acesso a ela. Para a população carente, que não tem plano de saúde, essa parceria entre a Clínica de Olhos e a Prefeitura de Araxá tem proporcionado um ganho enorme”, destaca o oftalmologista especialista em retina, dr. Rafael Aguiar Carvalho.

Segundo ele, os pacientes até então não tinham acesso a essa cirurgia aqui no município e a partir da parceria, os procedimentos estão sendo feitos na Clínica de Olhos de Araxá, podendo proporcionar à população esse tipo de cirurgia na própria cidade, para casos graves, que dependem de intervenção cirúrgica.

Rafael afirma que a ação tem obtido muito sucesso. “Tem vários pacientes que estavam cegos e voltaram a ter uma visão satisfatória.  Geralmente são casos que só a cirurgia resolve, como descolamento de retina e diabéticos na fase final da doença. São casos graves e por isso mesmo precisam de um tratamento rápido. O paciente não pode ficar na fila dois anos esperando para operar. Graças a Deus nós estamos conseguindo realizar essas cirurgias com resultados muito satisfatórios, apesar da gravidade da doença. Às vezes não se consegue restabelecer 100% da visão, mas há uma melhora significativa”, reitera o médico.

O diretor da Clínica de Olhos informa que foi feito um investimento no que há de melhor em infraestrutura de aparelhos, em nível equiparado a qualquer centro de referência grande. “Temos uma condição muito boa para oferecer à comunidade, o que existe de melhor em aparelhagem, e isso ajuda muito nos resultados”, afirma dr. Wálter. 

Jornal Correio de Araxá - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Juliano Martins