Sexta-Feira, 14 de Dezembro de 2018
 
 
UPA é inaugurada com previsão de melhoria no sistema público de saúde
18-12-2017 | Créditos: PMA

A saúde pública de Araxá ganha um dos mais importantes empreendimentos para atender a comunidade. A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Araxá tem suporte estrutural e de equipamentos para atender uma cidade de cerca de 200 mil habitantes. Os atendimentos começarão na segunda-feira, 18, em regime de 24h, na Avenida João Paulo II, bairro Guilhermina Vieira Chaer. A solenidade de inauguração ocorreu na noite de quinta-feira, 14, na parte externa.

A construção da UPA contou com a parceria da Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM) e foi o resultado de um acordo feito entre a atual administração municipal e o Ministério Público do Estado de Minas Gerais (MPMG). “A reivindicação para que houvesse uma regularização do Pronto Atendimento Municipal (PAM) de Araxá era antiga. Lembro-me poucos dias depois que o prefeito Aracely de Paula tomou posse, tivemos uma audiência na ação que discutia as condições do PAM. Essa audiência contou com a participação da Assessoria Jurídica, da então secretária de Saúde, Lídia Jordão, e fechamos um acordo. Hoje estamos vendo a concretização do acordado. Quero deixar aqui a palavra de agradecimento do Ministério Público pelo diálogo estabelecido, que resultou na entrega dessa obra tão valiosa, não só para Araxá, mas para toda a região”, comenta a promotora de Justiça, Mara Lúcia Silva Dourado.

O custo total do empreendimento é de R$ 4.960.378,44, sendo R$ 90.378,44 de aditivos empregados em prol da acessibilidade e sustentabilidade: escada de acesso, construção de banheiros para deficientes físicos e perfuração de poço artesiano. A verba foi proveniente de recursos municipais. As emendas obtidas com apoio do deputado federal Mario Heringer serão empenhadas em custeios. “Fizemos uma das melhores Unidades de Pronto Atendimento que já vi no estado de Minas Gerais e no Brasil. Vocês de Araxá precisam se orgulhar dela e ajudar a mantê-la. Construir uma unidade custa muito dinheiro, assim como a devida manutenção dela. Estamos trabalhando para que alguns recursos cheguem aqui. A partir dessa inauguração, Araxá vai virar um polo de atração de saúde”, acrescenta o deputado federal.

A unidade dispõe de uma sala de emergência com quatro leitos equipados com ventilador pulmonar mecânico e monitores cardíacos; sala de observação com 16 leitos adultos, sete leitos de pediatria e dois de isolamento; salas de gesso, pequenos procedimentos (suturas), hidratação, inalação, coleta de exames laboratoriais e eletrocardiograma, raio X e ultrassom; sete consultórios, sendo um odontológico; farmácia; sala de reuniões e posto policial. A área do terreno é de 18.664,26 metros quadrados, dos quais 1.706,66 metros quadrados compreendem a edificação.

Com contratação direta e por concurso, serão 85 enfermeiros, técnicos de enfermagem, auxiliar de serviços, recepcionista, operador de SUS Fácil, técnico de radiologia, assistentes técnicos administrativos e porteiros; e 45 médicos clínicos plantonistas. Também foram contratados plantonistas de apoio e 17 médicos nas áreas de cirurgia geral, ortopedia, neurologia, pediatria, odontologia e radiologia.

Os custos mensais com o quadro de funcionários são estimados em R$ 200 mil, valor que será arcado com recursos próprios. Na avaliação do superintendente regional de Saúde, Ivan da Silva, a UPA é uma das obras mais importantes na saúde pública de Araxá. “Faço o compromisso pelo Estado de Minas Gerais que a partir da primeira reunião da Comissão Intergestores Regional Ampliada (Cira) de 2018, em fevereiro, iremos colocar na pauta a homologação da classificação do custeio dessa UPA de Araxá. Tenho certeza que a unidade será classificada de porte 7 ou 8 com custeio de cerca de R$ 500 mil para ajudar o dia-a-dia desse trabalho tão importante”, enfatiza o superintendente.

O secretário municipal de Saúde, Dr. Alonso Garcia, destaca que a UPA desempenhará importante papel intermediário entre as Unidades Básicas de Saúde e os hospitais. Ele afirma que a abertura e funcionamento da UPA representam um avanço rumo à otimização do atendimento público em saúde. “A UPA, sem dúvida alguma, será um marco importante com grande potencial para que nossos médicos, enfermeiros e equipe atendam melhor nossa população, ou seja, haverá um local decente para acolher os pacientes. É uma opção de saúde pública em criar um serviço de urgência e emergência eficaz, com pessoas competentes, de treinamento adequado e que possam atuar de forma resolutiva”, analisa o secretário.

Ainda de acordo com o secretário, foram investidos R$ 3.453.643,96 na aquisição de insumos e equipamentos que estão prontos para uso. A lista inclui material médico hospitalar em geral, material de proteção individual, material permanente, móveis e eletrodomésticos, fornecimento de oxigênio, soluções parentais, acessórios para manutenção do aparelho ventilador pulmonar e divisórias móveis sanfonadas, entre outros. 

O prefeito Aracely de Paula afirma que a UPA Municipal foi um dos melhores presentes recebidos por Araxá no mês de aniversário dos 152 anos de emancipação política da cidade. “Espero que a UPA de Araxá seja a semente de uma mudança significativa do cuidado com a saúde não só da cidade, mas de toda a região. Estou satisfeito com os resultados obtidos desse trabalho, um esforço conjunto. Espero, ao longo dos anos, ele se fortaleça através de novas conquistas e acompanhe o desenvolvimento médico que é uma constante nesse país. É um dia memorável para Araxá”, reitera o prefeito.

Unidade de Pronto Atendimento Alzira Duarte de Paula - A unidade recebeu o nome da mãe do atual prefeito Aracely de Paula. Em nome da família, Márcio de Paula relatou toda a história de vida da homenageada que nasceu na Argenita e criou dez filhos. “Assim como a minha mãe, a UPA nasce para atender uma grande família e vem unir o cidadão araxaense na grandeza de um lar maior. Expresso aqui o sentimento de gratidão de todos os componentes da família, dos irmãos da nossa mãe, dos nossos avôs, mas também dos nossos filhos e de todos que nos sucedem. Alzira Duarte doou-se pela família e assim amou, sorriu, sofreu e viveu com o nome sendo eternizado através de uma gestão de amor de uma equipe que envolve desde o mais simples servidor até o cargo máximo de prefeito”, finaliza. 

 

Jornal Correio de Araxá - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Juliano Martins