Quarta-Feira, 26 de Setembro de 2018
 
 
Polícia Civil faz a maior apreensão de pasta base de cocaína do ano
13-03-2018 | Créditos: foto/redação Correio de Araxá

A Polícia Civil, fez na manhã da última terça-feira (13),  a maior apreensão do ano de pasta base de cocaína. O delegado Dr. Vinicius Ramalho  e  investigadores da Polícia Civil, participaram da operação "Hungria" coordenado pelo Delegado Regional  Dr. Vítor Hugo Heisler, que teve início no último dia 8 de março  visando o  combate ao tráfico de drogas. A operação apreendeu nesta manhã  2 kg de crack, 200g de maconha, 1,2kg de pasta base de cocaína e R$ 200 em dinheiro.  A droga e o dinheiro estavam sob a posse de um casal em uma residência no Bairro Ana Pinto de Almeida no setor norte. Eles foram detidos na parte da manhã  e  um mototaxista que estava na residência na ocasião também foi preso para esclarecimentos. Todos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil, lá o mototaxista foi ouvido e liberado e,  na parte da tarde, uma outra mulher foi detida por possível associação ao tráfico. 
A  operação "Hungria" teve início quando a Polícia Civil recebeu a informação  de  que um detento de uma Penitenciária  de segurança máxima localizada na Região Metropolitana de Belo Horizonte, estaria coordenando o tráfico de drogas em Araxá.  Desde então, a Polícia Civil  iniciou as investigações que culminaram em duas operações. Na primeira delas realizada no dia 8 de março, a Polícia Civil repassou à Polícia Militar a informação sobre uma grande quantidade de droga que estaria na cidade e a Polícia Militar então, apreendeu  na ocasião,  8 kg de maconha e munições ‘calibre  12’ de posse de uma mulher de 42 anos no Bairro Boa Vista.
Aquela foi a maior apreensão de maconha do ano. E na última terça-feira, dando continuidade na operação, a Polícia Civil realizou outra grande apreensão, desta vez trata-se da maior apreensão de pasta base de cocaína de 2018, até agora.
A equipe que investigou o caso é composta pelo Delegado Regional  Dr. Vítor Hugo Heisler, Delegado de Entorpecentes Dr. Vinicius Ramalho, inspetor Paulo Verçosa,  e investigadores Fernando Honório de Souza, Bruno Nogueira, Valter Mendes e Davi Ostrovsky.
“Com as duas apreensões o prejuízo aos donos da droga somam mais de R$ 40 mil”, contou o Delegado Dr. Vinicius Ramalho.
O Delegado Regional, reiterou que a grande apreensão só foi possível graças ao apoio do Judiciário. “O Juiz Dr.  Renato Zupo expediu um mandado de busca e apreensão coletivo que a gente tem cumprido sistematicamente na cidade e isso tem contribuído para a redução do tráfico de drogas”, disse Dr. Vitor Hugo Heisler.
Os envolvidos podem responder por tráfico de drogas com pena de 5 à 15 anos de prisão, com agravante de associação ao tráfico de drogas. Todos os envolvidos se encontram no Presídio Regional de Araxá.

 

 

 

Jornal Correio de Araxá - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Juliano Martins