Segunda Feira, 16 de Julho de 2018
 
 
Régia Côrtes assume Fundação Cultural Calmon Barreto
14-05-2018 | Créditos: foto/ ascom prefeitura

Cultura e arte são marcas registradas de Araxá. A novidade neste setor é a nomeação de Régia Côrtes como nova presidente da Fundação Cultural Calmon Barreto (FCCB). Ela tomou posse no cargo esta semana substituindo a então presidente Annette Akel.

O prefeito Aracely diz que a nomeação de Régia enriquecerá o setor da cultura. “Além de ser uma pessoa muito dinâmica, é também uma grande parceira da administração”, afirma. A expectativa do  Prefeito  é  de que a nova presidente seja um elo entre todas as forças que trabalham pela cultura e que juntos desenvolvam grandes projetos. “Foi com este intuito que convidamos a Régia e é com esta certeza que sabemos que a Fundação Calmon Barreto responderá positivamente, em todas as suas ações, as expectativas da cidade”, disse o prefeito.

Régia diz ser um grande desafio assumir a presidência da FCCB. A nova presidente espera ter condições de trabalhar com apoio de toda a administração. “Os desafios são muitos, afinal, a Fundação desenvolve um grande trabalho envolvendo os museus, a Escola de Música e a restauração dos patrimônios públicos e, ainda, um trabalho em parceria com os Conselhos Municipais da Cultura e do Patrimônio Histórico”, falou.  

A Prefeitura, através da FCCB, agrega vários setores e departamentos ligados ao desenvolvimento cultural da cidade, como o Departamento de Artesanato, onde se mantém a tradição no trabalho de tecelagem manual, com oficina e loja, e o Departamento de Patrimônio Histórico responsável pela preservação e resgate cultural, através de pesquisa de projetos específicos sobre a história do município. Além da Escola Municipal de Música Maestro Elias Porfírio de Azevedo, os museus Dona Beja, Sacro e Calmon Barreto, o Centro de Referência da Cultura Negra, o Memorial Calmon Barreto, o Centro Cultural da Imagem e Som e o Teatro Municipal.

Jornal Correio de Araxá - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Juliano Martins