Segunda Feira, 15 de Outubro de 2018
 
 
Greve dos caminhoneiros já compromete serviços de coleta de lixo e capina em Araxá
24-05-2018 | Créditos: foto/ ascom prefeitura

A greve dos caminhoneiros  começa a comprometer o funcionamento das prefeituras no interior de Minas Gerais. Em Araxá, o Secretário de Serviços Urbanos, Marco Antônio Rios, informou que a coleta de lixo não será feita em vários bairros da cidade nesta quinta-feira.

De acordo com Marco Antônio, os veículos contratados pela administração municipal para fazer a coleta de lixo abastecem nos postos da cidade e utilizam o Diesel S10, combustível que já está em falta em Araxá. “Foram colocados três veículos da prefeitura para fazer o serviço, mas estão com meio tanque de combustível, quantidade insuficiente para atender toda a demanda hoje,” completa.

O Superintendente de Serviços Urbanos, José Humberto Borges, reforça que estão racionando o combustível fornecido no almoxarifado da prefeitura. “Estamos abastecendo somente os veículos utilizados nos serviços de emergências, como as ambulâncias. Nosso estoque está com 2 mil litros de diesel comum e 2 mil litros de gasolina. O Diesel S 10 usado nos caminhões, não temos mais. Esse montante é suficiente para atender as urgências até segunda-feira. Temos combustível comprado nas refinarias que não chegou ao município, por causa da greve”, comenta.

José Humberto ressalta que os serviços de poda e capina também estão suspensos nesta quinta-feira. Além de dificuldades com o abastecimento, os caminhões não conseguem ir até o bota-fora no Distrito Industrial porque o trânsito na Avenida Ministro Olavo Drummond, próximo ao aeroporto, está bloqueado para caminhões.

Dificuldades também na secretaria de Saúde.  O responsável pelo setor de Transporte, Aylton Donizete, explicou que estão priorizando o abastecimento dos veículos que atendem a Unidade de Pronto Atendimento - UPA, casos de urgência e emergência. “Damos prioridade para as ambulâncias. Decidimos otimizar o uso dos veículos no setor administrativo, já que não sabemos quando o abastecimento será normalizado”, explica.

A secretaria de Educação está em estado de alerta. A chefe do Departamento de Transporte Escolar, Lúcia Soares de Oliveira Borges, conta que o atendimento aos alunos do perímetro urbano e zona rural está normalizado, nesta quinta-feira. “Nossa situação está normal hoje, mas se a greve continuar, a partir da semana que vem, o transporte de alunos que dependem de ônibus poderá ficar comprometido porque não tem Diesel S10 na cidade”, finaliza.

 

 

Jornal Correio de Araxá - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Juliano Martins