Segunda Feira, 15 de Outubro de 2018
 
 
Suspeito de espancar menina de 2 anos até a morte será indiciado por homicídio qualificado
20-09-2018 | Créditos: foto/redação

Vitória Silva Rodrigues, de dois anos, foi morta por espancamento na última terça-feira (18), após dar entrada  na Unidade de Pronto Atendimento (UPA). A menina foi levada até a unidade pelo próprio suspeito, que é namorado de uma tia da vítima. Na ocasião ele teria contado à equipe médica que a menina havia engasgado com um “osso de galinha”, porém ao realizar os trabalhos de praxe para reanimar a vítima e desobstruir as vias respiratórias, a equipe percebeu que não se tratava de engasgamento, o que levantou suspeitas. 

“A equipe médica logo percebeu que tinha alguma coisa estranha. A menina também estava molhada. O suspeito disse que teria dado banho na menina antes de levá-la a UPA e a informação,  mais uma vez,  levantou desconfianças”, contou o Delegado Regional, Dr. Vitor Hugo Heisler,  da 2ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Araxá.

A menina veio a óbito na Unidade de Pronto Atendimento. A Polícia Militar foi acionada e solicitou a presença da perícia técnica da Polícia Civil.  Durante a necropsia, constatou-se que  Vitória estava com o estômago vazio e que o suspeito não tinha dado comida a ela. A vítima também não tinha nenhuma obstrução nas vias respiratórias. “A necropsia apontou que a vítima morreu de hemorragia interna, causada por lesões sofridas no pulmão, nos rins e no fígado. Ela também estava com uma costela quebrada”, contou o delegado. 

Ao ser levado para a Delegacia, a princípio, o suspeito manteve a mesma versão contada na UPA, porém ao ser confrontado pelos policiais, que já estavam com o laudo do Instituto Médico Legal (IML) em mãos, ele confessou o crime e disse que agrediu a menina porque ela chorava muito.
O suspeito tem 20 anos e é namorado da tia da menina. A criança morava com o pai e foi deixada na casa da tia no dia da agressão. A mãe da menina está presa por tráfico de drogas. A tia da vítima não estava na residência na hora do crime.

O espancamento da menina ocorreu no Bairro Bom Jesus. A suspeita é que Vitória tenha sido agredida com socos e pontapés. O suspeito já tem passagens na polícia por envolvimento com tráfico de drogas. De acordo com o Delegado Regional, ele vai responder agora por homicídio qualificado e, se condenado, pode pegar de 12 a 30 anos de prisão.

Dr. Vitor Hugo Heisler ainda informou que as investigações continuam e mais pessoas devem ser ouvidas. O corpo da menina foi velado no ‘Passo da Saudade’ e sepultado na manhã de quinta-feira (20) no Cemitério das Paineiras.

O suspeito foi apresentado para a imprensa na última quarta (19) e já se encontra no Presídio Regional de Araxá. 

 

 

Jornal Correio de Araxá - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Juliano Martins