Domingo, 24 de Fevereiro de 2019
 
 
Governador Romeu Zema recebeu militares de Israel que ajudarão nas buscas em Brumadinho
28-01-2019 | Créditos: foto Renato Cobucci/Imprensa MG

O governador Romeu Zema recebeu na noite de ontem,  domingo (27), no Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, na região metropolitana da capital, 132 militares que vieram de Israel ajudar nas buscas e salvamentos das vítimas do rompimento da barragem em Brumadinho, na última sexta-feira (25). "Agradecemos muito ao apoio do Governo de Israel. Minas Gerais está em luto e somos muito gratos a todos que estão sendo solidários com nosso Estado, nesse momento de tanta dor e tristeza", afirmou o governador, ao recepcionar a comitiva israelita.

A tropa militar, liderada pelo coronel Golan Vach, desembarcou na capital mineira após 20 horas de voo e conta com soldados, oficiais e engenheiros especializados em resgate. Já nesta segunda-feira (28), eles seguirão para Brumadinho. Segundo o comandante, os mais avançados equipamentos de resgate do mundo foram trazidos.

“Trouxemos conosco o melhor para ajudar as pessoas. Esperamos trabalhar lado a lado com os Bombeiros e ajudar da melhor forma possível. Trouxemos dois soldados brasileiros junto conosco e daremos a eles a oportunidade de ajudar seu País. Temos localizadores de celular, apesar de sabermos que os aparelhos podem já estar sem bateria ou danificados pela água, também temos detector de sinais, radares para água e sólidos, cães, câmeras, drones e máquinas hidráulicas que podem ajudar”, afirmou em coletiva à imprensa.

Ainda neste domingo, uma reunião entre o comandante e as forças de segurança do Estado ocorrerá com o intuito de apresentar a situação do local da tragédia e determinar os próximos passos das buscas. “Vamos reunir com o coronel Estevo (comandante-geral do Corpo de Bombeiros) e ver a operação, aprender o que está acontecendo, os passos que serão dados, vamos planejar primeiro ao longo da noite para ir até a área. Vocês têm aqui pessoas muito boas, estamos aqui para trabalhar com elas”, completou o coronel Golan Vach.

O embaixador de Israel no Brasil, Yossi Shelley, que está acompanhando a delegação israelense, pontuou que a etapa inicial é de planejamento para o contingente israelita entrar na operação de busca e salvamento já em andamento com 200 bombeiros militares brasileiros especialistas nesse tipo de ação em solo. São efetivos de Minas Gerais e de outros Estados da Federação que estão colaborando com mão-de-obra especializada. “Amanhã faremos o primeiro voo para ver a situação. O planejamento será feito. Temos os equipamentos que precisamos ter.  Vamos ver como está a lama e o que usar para ajudar aqueles que já estão nesse ambiente”, finalizou o diplomata israelense.

Também acompanharam a chegada dos militares israelenses, o secretário de Estado de Segurança Pública, general Mario Araujo, o comandante da 4ª Região Militar, general Henrique Nolasco, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Giovanni Gomes da Silva, e o chefe do Gabinete Militar do Governador e coordenador da Defesa Civil, coronel Evandro Borges.


***Agência Minas 

Jornal Correio de Araxá - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Juliano Martins