Quarta-Feira, 26 de Junho de 2019
 
 
Polícia Civil representará pela prisão preventiva do motorista que atropelou mãe e filho
02-04-2019 | Créditos: foto/arquivo jornal

Depois da repercussão do acidente onde um homem embriagado e inabilitado atropelou mãe e filho na Av. Pedro Paula Lemos no último domingo (31) no Bairro Cincinato de Ávila, a Polícia Civil através da Delegacia de Trânsito decidiu pedir a prisão preventiva do motorista de 43 anos.  Segundo a Polícia Civil, trabalhos periciais preliminares identificaram que a criança e sua mãe foram atropeladas enquanto andavam na calçada. “Elas não estavam atravessando a rua, como suponham as primeiras pessoas ouvidas”, contou o Delegado de Trânsito, Dr. Renato de Alcino.

Foram colhidos outros elementos que revelam que o motorista que causou o acidente, além de estar embriagado e não possuir carteira de habilitação, também conduzia o automóvel em velocidade inadequada para o local, provavelmente acima do permitido. Para a Polícia Civil, estas circunstâncias agravam a pena, demostram a gravidade do fato e irresponsabilidade do motorista.

Para o Delegado responsável pelo caso,  a eventual concessão de liberdade prematura ao motorista poderá contribuir para o abalo da ordem pública, além de eventual descrença no sistema punitivo como ferramenta de inibir comportamentos análogos. “Ao contrário, a manutenção da custódia cautelar, reforçará os cuidados que os motoristas devem ter em relação aos pedestres e os demais usuários das vias públicas. Demonstrará que os órgãos que compõem o sistema de justiça criminal não coadunam com condutas tendentes a ferir ou matar pessoas”, disse o Dr. Renato.

A criança de 8 anos, permanece internada no Hospital de Clínicas da UFTM, em Uberaba. Seu quadro apresentou melhora e segue estável. O pedido de prisão contra o motorista (autor do acidente), será apresentado nesta terça-feira (2),  ao Poder Judiciário.

 

 

 

 

 

Jornal Correio de Araxá - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Juliano Martins