Segunda Feira, 16 de Setembro de 2019
 
 
Cemig inicia em Araxá projeto de eficiência energética para famílias de baixa renda
09-09-2019 | Créditos: foto/Cemig

Com o objetivo de levar às famílias de baixa renda cadastradas na Tarifa Social de Energia Elétrica - TSEE uma oportunidade de reduzir o desperdício de energia decorrente do uso de equipamentos ineficientes e readequar a parcela do orçamento destinada à conta de luz, a Cemig está substituindo lâmpadas, chuveiros e geladeiras de alto consumo por outros mais econômicos e modernos, além da possibilidade de instalação de Sistema de Aquecimento Solar - SAS. A iniciativa, que chega agora a Araxá, integra as ações do Programa de Eficiência Energética da companhia e, nesta nova etapa, a estimativa é que 1.734 potenciais famílias da cidade sejam alcançadas.

Segundo o engenheiro de eficiência energética da Cemig, Francisco de Assis, a iniciativa traz diversos benefícios, dentre os quais o de aproximar o cliente e permitir a orientação sobre hábitos que possibilitam a economia de energia. “Utilizar os aparelhos eletrodomésticos de forma correta ainda gera muitas dúvidas, e atitudes simples e diárias podem trazer diferenças significativas na conta de luz ao final do mês”, afirma.

Ainda durante as visitas de eficiência energética, a Cemig realiza a substituição de cinco lâmpadas ineficientes por outras de tecnologia LED, que, além de mais econômicas, apresentam maior durabilidade. Além das lâmpadas, as famílias também podem ter a geladeira substituída. Para esse processo, a companhia realiza um levantamento segundo critérios de consumo, ano de fabricação e das condições de conservação em que o equipamento é encontrado. Vale ressaltar, ainda, que os equipamentos ineficientes são recolhidos e destinados à reciclagem de acordo com as normas ambientais vigentes.

Nessa etapa da iniciativa, que já beneficia 70 mil famílias da Região Metropolitana de Belo Horizonte, serão atendidos, aproximadamente, 30 municípios localizados nas regiões Norte, Sul e Triângulo Mineiro, com potencial de alcançar 40 mil famílias.  Para esse atendimento, que também prevê a instalação de sistemas de aquecimento solar e chuveiros, a Cemig prevê, até 2021, investimentos de R$ 20 milhões.

 

Jornal Correio de Araxá - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Juliano Martins