Postado em: 11/06/2021

Mais de 95% dos municípios brasileiros aderem a programa para capacitação de agentes de saúde

Estados e municípios terão até 60 dias para equipar as unidades de saúde com sinal de satélite, monitores e demais equipamentos necessários para as aulas

Agencia Brasil

O programa Saúde com Agente teve a adesão de 5.342 municípios brasileiros. O número corresponde a mais de 95% dos gestores municipais no País. A iniciativa vai capacitar agentes comunitários de saúde e de combate a endemias que atuam diretamente com a população por meio dos serviços da Atenção Primária.

A expectativa da secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, responsável por coordenar e acompanhar as atividades do Saúde com Agente, é que o número de adesões não sofra grandes alterações.

“Percebemos que os gestores têm muito interesse em qualificar esses profissionais do SUS devido à agilidade dos municípios para adesão. Isso demonstra a credibilidade do Governo Federal, que tem se empenhado para fortalecer a saúde pública por meio de programas que visam capacitar servidores da área. Queremos fazer essa entrega à população brasileira oferecendo uma assistência de qualidade na Atenção Primária”, reforçou Mayra.

O prazo para garantir a participação na iniciativa encerrou em 4 de junho, conforme previsto no edital de 28 de abril. A lista com o resultado final será divulgada no próximo dia 21. Até lá, estão abertos os prazos para recursos e análise das solicitações.

CONTRAPARTIDA

Como contrapartida para participar do programa, a partir de agora, estados e municípios terão até 60 dias para equipar as unidades de saúde com sinal de satélite, televisão e demais equipamentos necessários para as aulas. Além disso, deverão providenciar os kits de uso individual aos Agentes Comunitários de Saúde e aos Agentes de Combate a Endemias com colete, mochila impermeável e boné de abas largas. Ainda é preciso garantir o acesso dos alunos a aparelhos como medidor de pressão arterial automático de braço, oxímetro e glicosímetro para a realização das atividades práticas.

O Saúde com Agente ainda prevê a formação de cadastro de preceptores, a seleção de tutores e a inscrição dos agentes nos cursos. Essas ações serão realizadas por meio de regulamentos próprios, que serão divulgados em breve.

O Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), parceiro da pasta na execução do programa, fará a contratação da instituição de ensino que ofertará os cursos e fará a expedição do diploma. O processo de seleção está em andamento.

Ministério da Saúde

 

Mais lidas