Postado em: 20/07/2021

Conheça alguns alimentos poderosos para ajudar no combate à insônia

Alimentos como banana, grão de bico, soja, leite, carne, amendoim e tâmaras ajudam a combater a insônia porque ajudam a regular a melatonina, substância que ajuda a relaxar

Doppler Saúde e Marketing

Só quem já ficou a madrugada inteira sem pregar os olhos adequadamente sabe o quanto uma noite de insônia traz prejuízos ao organismo. Além da sensação de cansaço no dia seguinte, ficar sem dormir impacta na memória, reduz a imunidade, dificulta o emagrecimento e – mais grave ainda - aumenta a incidência de doenças crônicas e problemas cardiovasculares.

Conforme explica a Dra. Livia Salomé, médica especialista em Medicina do Estilo de Vida pela Universidade de Harvard e vice-presidente da Regional Minas Gerais do Colégio Brasileiro de Medicina do Estilo de Vida, a insônia é um distúrbio persistente do sono que pode se manifestar em diferentes períodos da noite. 

“Alguns demoram a pegar no sono e permanecem horas na cama até serem vencidos pelo cansaço; outros passam a noite despertando muitas vezes ou perdem o sono muito antes do previsto. Em todas essas situações, o indivíduo tem a sensação de que não descansou o suficiente e no dia seguinte o corpo pede socorro”, diz a especialista.

O que poucas pessoas sabem é que a alimentação pode ser uma excelente aliada para minimizar a dificuldade de dormir. Segundo a especialista, alimentos como banana, semente de abóbora, grão de bico, soja, leite, carne, amendoim e tâmaras ajudam a combater a insônia porque são ricos em triptofano, aminoácido que ajuda na liberação de serotonina, o hormônio que auxilia na regulagem de melatonina. “É a melatonina que equilibra o relógio biológico do organismo”, explica ela. Outra aliada é a aveia, fonte natural de melatonina, assim como o mel, que reduz os níveis de orexina, hormônio que nos deixa alertas.

Outra dica da médica é evitar comidas gordurosas antes de deitar, afinal uma digestão lenta pode atrapalhar o corpo e fazer com que ele não relaxe. “Um outro cuidado é evitar exercícios físicos antes de dormir, já que eles estimulam a liberação de endorfina, o que também prejudica o sono”, diz ela, lembrando que o mais indicado é exercitar-se pelo menos quatro horas antes de ir para a cama. “Algumas pessoas não sentem esse impacto e até dizem dormir melhor após a atividade física. Não existe regra, se conhecer, é a melhor forma, mas se você está com a qualidade do sono ruim, o ideal é não malhar à noite até regular o sono”, completa. 

Para ajudar quem sofre de insônia - distúrbio que aumentou muito com a pandemia, Dra. Livia separou três receitas com ingredientes poderosos no combate à insônia, que são ricos em, substância que ajuda a relaxar. Vale a pena conferir:

Vitamina de cereja com leite de arroz

Ingredientes: 

  • 200 ml de leite de arroz
  • 20 gramas de cereja picada sem caroço

Modo de fazer: 

Bata tudo no liquidificador ou no mixer e consuma imediatamente. Esta vitamina funciona bem como lanche da tarde.

Banana com canela e aveia

Ingredientes: 

  • 1 banana nanica
  • 2 colheres de sopa de aveia
  • Canela a gosto

Modo de fazer: 

Retire a casca da banana e leve ao micro-ondas por dois minutos. Acrescente aveia e salpique a canela. 

Suco de maracujá, cenoura e maçã 

O maracujá, a cenoura, e a maçã possuem carboidratos, que vão elevar as taxas de triptofano (precursor da serotonina), responsável pela sensação de bem estar, estimulando a produção de melatonina pelo cérebro, hormônio responsável pelo sono. 

Ingredientes:

  • 3 colheres de sopa da polpa do maracujá;
  • 1/2 cenoura;
  • 1 maçã;
  • 250 ml água;
  • mel (se necessário)

 

Modo de fazer:

Bata tudo no liquidificador e sirva em seguida para não perder os nutrientes. 

 

Sobre Dra. Lívia Salomé 

Graduada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), tem especialização em Clínica Médica e certificação em Medicina do Estilo de Vida pelo American College of Lifestyle Medicine.
Atualmente, é vice-presidente da Regional Minas Gerais do Colégio Brasileiro de Medicina do Estilo de Vida (CBMEV).

 

Mais lidas