Prefeitura
CBMM
Hangar 21
Postado em: 02/08/2022

Sebrae Minas oferece orientação empresarial gratuita para pequenos negócios

Profissionais visitam estabelecimentos e apresentam soluções para auxiliar na busca por melhores resultados

Ilustrativa/Internet

Donos de pequenos negócios, empresas de pequeno porte e Microempreendedores Individuais (MEI) que ainda não conhecem as ferramentas empresariais do Sebrae Minas vão receber, gratuitamente, a visita de um agente de orientação empresarial.  No Triângulo Mineiro, 14 profissionais contratados para o projeto “Sebrae na sua Empresa”, estão disponíveis para a ação nos municípios de Araxá, Araguari, Frutal, Ituiutaba, Uberaba e Uberlândia.

 

O objetivo do serviço é viabilizar o acesso dos pequenos empresários às soluções disponibilizadas pelo Sebrae Minas, de acordo com a necessidade de cada negócio. A analista técnica da instituição Camila Alves avalia que muitos empreendedores têm dificuldades até mesmo para identificar questões que precisam de ajustes ou melhorias, por isso a importância desse auxílio.

 

A analista também explica que as visitas duram, em média, 30 minutos, quando o agente – devidamente uniformizado e identificado – aplica um questionário para captação de informações diversas relacionadas a finanças, pessoas, mercado e planejamento, além de fazer a atualização do cadastro da empresa junto ao Sebrae Minas. “Este trabalho permite a geração de um diagnóstico personalizado do negócio, com sugestões de cursos e ferramentas do Sebrae para auxiliar na solução de questões específicas e obtenção de melhores resultados”, destaca.

 

Orientação que gera resultado

Nos últimos dois anos, o projeto “Sebrae na sua Empresa” realizou mais de 10 mil atendimentos na região do Triângulo Mineiro. Neste ano, a equipe de agentes já fez mais de 700 visitas somente no período de 18 de julho a 31 de julho.

 

A empreendedora Cleide Soares de Jesus, de Uberaba, foi uma das atendidas pelo projeto. Depois de seis anos trabalhando como sacoleira, ela decidiu investir em um espaço para comercializar roupas femininas. “As orientações que recebi sobre marketing digital me auxiliaram a investir nas redes sociais e no contato on-line com os clientes. Também foi importante aprender sobre o processo de abertura da empresa e o investimento ideal para a fachada da loja, que ficou bonita e dentro do meu orçamento”, destacou.

Mais lidas